Cortejo dos Rapazes

Desde o início das suas actividades, os Jardins de Infância e Escolas de 1º ciclo do concelho de Tomar tiveram como filosofia trabalhar junto da comunidade local dando a conhecer o meio, preservando a cultura e tradições e principalmente transmitindo esses valores às crianças com quem trabalhavam. Desta ideia inicial e com o aproximar da Festa dos Tabuleiros de 1991 rapidamente se passou, com o apoio dos elementos da Comissão de então, dos pais e das crianças, para uma ideia mais arrojada: porque não participar e reviver o «Cortejo dos Rapazes» que se tinha realizado a última vez em 1892?

Tudo é feito como se se tratasse do Cortejo dos Tabuleiros dos «adultos». As crianças levam os trajes de tradição: as meninas vestidas de branco com uma fita de cor à cintura e à tiracolo, sogra ou rodilha e transportam o tabuleiro que terá a sua altura e os rapazes trajam calça preta, cinta preta, barrete preto no ombro, camisa branca e gravata habitualmente da cor da fita da menina. A alegria e o entusiasmo da população foi tanta que em 1995 o número de crianças já foi maior e no Cortejo dos Rapazes de 2003 estiveram envolvidas cerca de duas mil crianças dos Jardins de Infância e Escolas do 1º ciclo do concelho. Em 2011 participaram cerca de 1800 crianças.

Já só falta um mês para a Festa dos Tabuleiros 2011

Falta um mês para o momento que todos esperamos desde há quatro anos. Há mais de um ano o povo de Tomar afirmou peremptoriamente que queria a Festa dos Tabuleiros em 2011. Elegeu o mordomo, que de imediato começou a trabalhar com toda a sua equipa. Nos bastidores, os últimos meses têm sido intensos. Em escolas, empresas, instituições, juntas de freguesia, na Câmara Municipal e em muitas, muitas casas por esse concelho fora, há milhares de pessoas a trabalhar na confecção de flores de papel, na montagem de tabuleiros, em inúmeros pormenores logísticos que vão fazer da cidade, nos primeiros 11 dias de Julho, um mar de côr.

A Comissão da Festa tem estado a realizar workshops dedicados à confecção de flores de papel e à montagem de tabuleiros. Quem quiser participar ainda pode fazê-lo em relação a este último tema, no dia 11 de Junho das 15 às 18.30 horas, bastando inscrever-se na sede da Comissão (Casa Vieira Guimarães) até à sexta-feira anterior.

Meninas e mulheres já vão treinando como transportar à cabeça o tabuleiro para, as primeiras no cortejo dos rapazes dia 3 de Julho, as segundas no cortejo principal no dia 10, fazerem boa figura perante as centenas de milhares de visitantes que por essa altura vão demandar as margens do Nabão.

A Festa dos Tabuleiros começa no dia 2 de Julho com várias actividades mas será precisamente o cortejo dos rapazes, na manhã de domingo, dia 3, o seu primeiro grande momento, com a participação de crianças do ensino pré-escolar e do 1º Ciclo.

A 8, sexta-feira, entra-se no fim-de-semana principal, com o cortejo do mordomo ao final da tarde e a abertura das ruas populares ornamentadas à noite. No sábado, 9, há cortejos parciais dos tabuleiros, sendo o cortejo principal na tarde de domingo, dia 10. Para segunda-feira, 11 de Julho, está reservado aquele que é o momento derradeiro da Festa, a distribuição do bodo, seguindo a tradição. Até lá, haverá ainda saídas das coroas do Espírito Santo nos dias 12 (Pentecostes) e no dia 19 de Junho.

Fonte: Boletim Informativo de Tomar – Junho 2011

Saída das Coroas

Acontecimento turístico por excelência, a Festa dos Tabuleiros dispensa grandes investimentos ou acções de marketing. Pelo contrário, é ela própria um chamariz como o revelam importantes marcas e empresas que se lhe associam. Faltam apenas dois meses para Tomar se voltar a encher de cor com os Tabuleiros, mas mesmo os mais desatentos percebem como já se respira a Festa em cada canto. Basta caminhar um pouco pela cidade para encontrar em quase todas as ruas do centro histórico uma casa de portas abertas com um grupo de pessoas entretidas a confeccionar lindos enfeites de papel. Mas há muito mais a acontecer e, de facto, usando uma metáfora relacionada com as refeições, que se adequa ao espírito, se a Festa dos Tabuleiros fosse um almoço já estaríamos nos aperitivos, que começaram no domingo de Páscoa com a primeira saída das coroas. No meio de um fim-de-semana comprido mas chuvoso, a manhã pascal teve a bênção dos céus com um sol radioso e farrapos de nuvens a compor o azul. As colchas saíram às varandas e janelas, cumprindo a tradição, houve pétalas lançadas sobre o cortejo e muitas pessoas nas ruas a acompanharem o percurso dos pendões e das coroas do Espírito Santo.

Até 19 de Junho vão acontecer mais seis saídas das coroas, a primeira no dia 1 de Maio e depois nos dias 15, 22 e 29 de Maio, 12 e 19 de Junho. Pode conhecer os percursos completos bem como toda a informação disponível sobre a Festa em www.tabuleiros.org (ou alternativamente neste blog). Recorde-se que a Festa dos Tabuleiros decorre de 2 a 11 de Julho, com destaque para o Cortejo dos Rapazes no domingo, dia 3, Cortejo do Mordomo e abertura das ruas populares ornamentadas na sexta-feira, dia 8, cortejos parciais dos Tabuleiros no sábado 9 e o Cortejo Principal na tarde de domingo, dia 10.

Fonte: Boletim informativo de Tomar – Maio 2011